Blog da comunicação estratégica
Incomum

Conheça os 6 maiores mitos do marketing digital

Muito do que se diz por aí sobre as campanhas de divulgação de marcas e produtos online está equivocado. Conheça os principais mitos do marketing digital.
Ele é uma piada bastante conhecida no meio da publicidade e, com a difusão dos mitos do marketing digital, está de volta: o sobrinho. O jovem que tinha facilidade em “informática” e criava logotipos e anúncios para uma marca hoje equivale ao garoto que sabe tudo sobre internet e atualiza os perfis da empresa nas redes sociais.
 
Estamos falando em tom de brincadeira, mas de fato muitas companhias subestimam o marketing digital. Não sabem que a presença online vai muito além do trabalho de uma pessoa, seja ela parente do dono, estagiária, jovem aprendiz ou o que for. E é muito mais complexo do que apenas “saber mexer” nos programas e sistemas.
 
Veja bem: não temos nada contra os jovens com pouca experiência no mercado e muito sangue nos olhos. Eles podem ser parte importante de qualquer equipe – inclusive da nossa. O que queremos dizer é que, para ter resultado com a comunicação online, é preciso deixar de tratá-la com negligência.
 
A seguir, você vai compreender do que estamos falando. Vamos apresentar os principais mitos do marketing digital e explicar por que eles não são verdadeiros. Leia até o fim, porque provavelmente sua visão sobre o assunto vai mudar.
 

Mito Nº 1: Investir no digital é barato

É quase inevitável que chame a atenção de muitas pessoas que se deparam pela primeira vez com o marketing digital o baixo preço para a contratação da mídia. No jargão da comunicação, contratar mídia significa pagar por um espaço publicitário, que pode ser um anúncio de jornal ou 30 segundos na televisão, por exemplo.
 
Na internet, esses espaços podem ser posts patrocinados no Facebook e a “compra” de palavras-chave no Google AdWords, entre outros canais. É verdade que é possível investir menos dinheiro nesses meios e ter um ótimo retorno. O problema é que esse não é o único custo de uma ação de marketing digital.
 
As empresas concorrentes também investem no online, então é preciso encontrar maneiras de se diferenciar, de se comunicar da maneira mais adequada possível com o público-alvo. Entra em jogo a comunicação estratégica, o alicerce do trabalho da Incomum.
 
Para começar, desenvolvemos o Plano de Voo para nossos clientes. É uma metodologia criada por nós, composta pelas etapas de diagnóstico, conceito, planejamento e solução. Saiba mais acessando esta página.
 
Na execução do plano de marketing digital, além do planejamento existe a produção do conteúdo, o acompanhamento da campanha, testes A/B, mensuração constante, criação de artes, programação de sistemas...
 
Tudo isso tem um custo, que vai muito além do simples pagamento para o Google, Facebook ou o que for em troca de um espaço de destaque. Afinal, do que adiantaria ter esse espaço sem ter o que dizer?
 

Mito Nº 2: Marketing digital eu faço sozinho

Voltemos à piada do sobrinho do diretor da empresa. Não é possível dedicar uma pessoa para pensar na estratégia da mensagem e deixar para o menino executar? Afinal, as ferramentas online são simples e intuitivas de mexer, não dão trabalho. De novo: se você quiser levar a coisa a sério, vai precisar de mais gente.
 
Para exemplificar, falemos do case da Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Criamos uma campanha de marketing digital para promover o Vestibular de Inverno 2017 da instituição. Ela incluiu a criação de 2 personas, 11 segmentações, 56 conteúdos no blog, 10 materiais ricos, 45 campanhas de e-mail marketing e 13 reuniões com o cliente.
 
“Nós não faríamos isso sozinhos e o cliente não faria isso sozinho. Foi um trabalho em equipe”, ressalta Gisele Treptow, a Gigi, sócia e diretora de criação da Agência Incomum. O que houve foi uma divisão de tarefas, aproveitando os recursos humanos da UCPel para a criação dos conteúdos.
 
É claro que essa não é uma regra. A quantidade de pessoas envolvidas depende da complexidade do trabalho e do objetivo. O que podemos garantir é que uma campanha de marketing digital de grandes dimensões envolve bastante trabalho e muitas pessoas. No case da universidade, o resultado foi a captação de mil leads por semana.
 

Mito Nº 3: Dá trabalho só no início

Depois de construir a jangada, não basta empurrar ela para o mar e cruzar os braços, esperando que ela leve você até o destino pretendido. É preciso ficar o tempo todo ajustando a posição da vela de acordo com a direção do vento. Em uma campanha de marketing digital não é muito diferente.
 
O planejamento e a produção do conteúdo são etapas, de fato, bastante trabalhosas. Mas também deve haver um acompanhamento constante para se certificar de que tudo está ocorrendo conforme o esperado. E temos uma má notícia: muitas vezes isso não acontece. Nessa hipótese, em vez de se lamentar, é preciso agir com velocidade, repensando algumas ideias.
 
O legal é que todo esse aprendizado adquirido com a mensuração de números de cliques, acessos, tempo de permanência nas páginas, cadastros, etc., serve para conhecer melhor o comportamento do público-alvo. Assim, as próximas campanhas terão uma margem de erro cada vez menor.
 

Mito Nº 4: Marketing digital é rápido

Há quem pense que o resultado de uma campanha de marketing digital é imediato. Nem sempre. É verdade que as metas da campanha da UCPel foram superadas com poucos meses de planejamento e execução.
 
Mas conforme o tempo vai passando, o potencial completo do trabalho vai se revelando. Por exemplo, conseguimos iniciar um relacionamento com jovens que fariam vestibular apenas meio ano depois, no verão. Eis um ótimo exemplo de resultado a longo prazo.
 
No caso do acesso orgânico aos canais de comunicação online – quando os usuários encontram o site por conta própria, a partir de uma busca no Google, sem clicar em anúncios –, ainda mais tempo será necessário.
 
Para ter suas páginas entre os primeiros resultados de uma pesquisa no buscador, deve ser feito um extenso trabalho de SEO – Search Engine Optimization. Mas isso é assunto para um próximo post.
 

Mito Nº 5: Mensuro tudo, sei tudo

Comparando com os anúncios em mídias tradicionais – rádio, televisão e impressos –, o online nos dá melhores possibilidades de mensurar o impacto de uma ação publicitária. Quem possui uma loja online, por exemplo, poderá descobrir quanto dinheiro ganha em vendas para cada real investido em divulgação.
 
E ainda terá insights interessantes. Como ao cruzar a taxa de visualização de um determinado produto com a de conversão (vendas). Se a relação está desfavorável para o segundo número, pode ser um sinal de que o interesse existe, mas o preço está impedindo um resultado melhor.
 
Mas veja que a conclusão do exemplo que acabamos de dar a ferramenta não faz por você. Primeiro, é preciso obter os valores das variáveis envolvidas, depois comparar com os números de outros produtos e então chegar na hipótese. Ou seja, não é porque você pode mensurar tudo que você terá todas as respostas. Também é muito importante interpretar o que a tela nos mostra.
 

Mito Nº 6: Marketing digital sempre dá resultado

O último dos seis principais mitos do marketing digital é a crença da garantia de sucesso. Ela não existe nem nas mídias tradicionais, nem no online. Afinal, estamos falando de vender um produto ou serviço, uma atividade que sempre envolve um risco, tanto nas grandes corporações quanto na carrocinha de cachorro-quente da esquina.
 
Uma venda pressupõe uma pessoa interessada na compra. A comunicação, digital ou não, preocupa-se em tornar o produto visível ao público-alvo. Esse público, porém, tem outras opções, então tomará a sua decisão com base em outros critérios, buscando o melhor custo-benefício para si.
 
Então, além de investir em mídia, é necessário qualificar sempre o que está sendo vendido e buscar satisfazer as expectativas do consumidor. Além de ficar de olho em situações externas – como uma crise econômica ou o lançamento de um produto que torna os concorrentes obsoletos.
 

Não caia nos mitos do marketing digital

Agora que você já conhece os principais mitos do marketing digital, já está pronto para criar a sua campanha online. Não sabe por onde começar? Estamos aqui para ser seu braço direito nessa tarefa. Acesse a página de contato e fale com a agência Incomum. Quer conhecer nossos cases em Marketing Digital para o setor imobiliário, clique aqui e saiba como o Inbound Marketing ajudou no principal momento de contratação de imóveis para alugar ou clique aqui e veja outro case de sucesso, porém, relacionado ao marketing educacional.
Conheça nossos cases
Postado em 29/01/2018 -

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Enviar Comentário

Voltar

arquivo

Fale com a
Incomum

Enviar

E-mail inválido.