Blog da comunicação estratégica
Incomum

Você tem pensado em como anda a relação com seus clientes e colaboradores?

Escolhemos 7 sinais que apontam se sua empresa tem relação ruim com eles.
relacionamento com cliente

É fundamental que a empresa tenha uma boa relação com clientes internos (colaboradores) e externos (clientes) para o êxito dos negócios. Sem uma parceria saudável e positiva, dificilmente os objetivos corporativos poderão ser alcançados, tampouco será possível fidelizar uma boa parcela dos consumidores.

Desse modo, investir em ações de RH para aumentar a satisfação dos funcionários e direcionar recursos para estratégias de atendimento e relacionamento com o público são vitais para todo negócio. Contudo, antes de realizar tais pontos, é importante prestar atenção a alguns sinais e comportamentos que indicam que a empresa está prejudicando a relação com os clientes e colaboradores.

Consequentemente, com as análises obtidas a partir disso, será possível planejar melhor as atitudes a serem tomadas para aprimorar a retenção de talentos e a satisfação da clientela.

Quer saber quais são esses sinais? Continue lendo e veja 7 deles a seguir:

1. Os funcionários se sentem muito mal por errar

Um indício de que a organização não está construindo uma boa relação com seu quadro de colaboradores está na pressão autoimposta por eles mesmos ao errarem.

Quando existe uma cultura organizacional voltada ao contínuo crescimento profissional, com base no estabelecimento de laços positivos entre funcionários, o erro passa a ser visto como um aprendizado. Dessa forma, há também maior propensão a se arriscar, inovar e usar a criatividade.

Entretanto, a partir do momento em que os colaboradores se sentem muito culpados pelo erro, há sinal de que a pressão e a cobrança interna estão além dos níveis adequados. E, quando isso ocorre, existem maiores chances de que os colaboradores evitem dar ideias ou propor novas formas de trabalhar com medo de fracassos e de levarem “broncas” dos chefes, sendo punidos depois.

Essa situação vai desgastando a qualidade de vida dos próprios profissionais, gerando estresse e os levando a cogitar a saída da empresa.

2. O seu negócio tem mais chefes do que líderes

Existe uma distinção conhecida no meio organizacional entre chefes e líderes, em que os primeiros se comportam como superiores, exigem resultados sem darem exemplos positivos e costumam pressionar além da conta seus subordinados. Por outro lado, líderes caminham junto com seus liderados, ensinando e instruindo para o alcance de resultados positivos compartilhados.

Quando uma empresa tem muitos chefes, as chances de criar um ambiente profissional tóxico se elevam por conta de comportamentos egocêntricos, com colaboradores de níveis hierárquicos menores sendo tratados como meros recursos. Além disso, atritos entre chefes, com funcionários e até com clientes podem ser comuns, piorando a situação.

Por isso, é preciso observar bem como anda o comportamento de seus gestores para evitar esse tipo de cenário.

3. Não há apoio aos funcionários que passam por problemas

Funcionários são seres humanos e, como seres humanos, eles também passam por problemas pessoais como divórcios, perda de entes queridos, enfermidades, entre outros.

Desse modo, quando se encontram em situações assim, a tendência é que diminuam o rendimento e passem a refletir melhor sobre o trabalho. Isso porque ele se torna um aspecto importante de suporte e refúgio enquanto enfrentam tais desafios.

Todavia, um local ruim pode levá-los a sair da empresa em busca de trabalhos melhores, que proporcionem maior qualidade de vida e bem-estar. Portanto, se você não quiser perder esses colaboradores, é indicado manter um canal de comunicação para descobrir quando eles estiverem com problemas pessoais, visando adotar medidas preventivas de retenção.

Por exemplo, flexibilizando horários, concedendo folgas ou até diminuindo a carga horária por algum tempo. Isso poderá motivar seus colaboradores a permanecerem na sua empresa.

4. O número de faltas e licenças de funcionários tem aumentado

Um sinal de que a relação com os funcionários está se deteriorando é o aumento do absenteísmo e do pedido de licenças. Colaboradores insatisfeitos tendem a buscar formas de se ausentar da empresa mais vezes.

Além disso, trabalhadores que realizam pedidos de férias com solicitações de licenças, compensações de horas ou faltas com atestados em sequência podem estar se preparando para deixar o emprego.

Nesse caso, são altas as chances de eles estarem usando os dias de ausência que possuem — que são remunerados em sua maioria — para procurar novos postos de trabalho.

5. Há oferta de produtos/serviços aos clientes sem uma real necessidade

A oferta de produtos/serviços que não ofereçam a satisfação de necessidades dos clientes, visando apenas lucrar mais, provavelmente deixará a empresa mal vista. Antes de querer comercializar um novo item, é vital avaliar se ele realmente terá uma função prática e útil, justificando o valor pago por ele.

De outro modo, alguns clientes poderão se afastar da organização, passando a buscar na concorrência produtos/serviços de real valor para eles.

6. O empreendimento não se importa com a opinião dos clientes e colaboradores

Uma empresa omissa à opinião de clientes e colaboradores está passando uma imagem negativa, de pouco interesse com relação às contribuições desses dois grupos. Desse modo, ela se fecha para novas ideias, sugestões e até reclamações plausíveis que poderiam gerar melhorias em seus processos.

Isso também causa insatisfação nos consumidores, que passam a perceber que, mesmo após muitos contatos, as coisas continuam da mesma forma.

Para evitar essa situação, é preciso planejar uma comunicação estratégica, com profissionais que ouçam os anseios de clientes internos e externos e busquem resolvê-los realmente. Consequentemente, as mudanças e os atendimentos realizados podem ser mais bem avaliados pelo público.

7. Há aumento no número de reclamações em sites e portais de avaliações

Quando o cliente não consegue um bom atendimento junto à empresa, a tendência é que ele procure outros meios de ser ouvido por ela, buscando ter sua demanda solucionada. Um desses meios é a postagem de reclamações em portais virtuais de avaliações de empresas, como o Reclame Aqui e o Reclamão.

A questão é que muitos potenciais consumidores consultam esses sites, formando uma imagem muitas vezes negativa da companhia, especialmente se as solicitações dos consumidores não são atendidas. Por isso, se você começar a ser notificado por esses portais, saiba que algo pode estar errado na relação da sua organização com o público, então avalie o teor das mensagens para tomar medidas preventivas e corretivas.

Observando esses 7 sinais apontados acima, você poderá traçar estratégias objetivando conter o desgaste com clientes e funcionários, além de poder traçar planos que visem resgatar uma parceria positiva e saudável com eles. Desse modo, os níveis de produtividade da organização poderão crescer e, assim, a empresa terá maiores chances de colher bons resultados.

Ficou com alguma dúvida de como esses sinais afetam sua relação com clientes internos e externos? Conta pra gente nos comentários.

Postado em 22/05/2017 -

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Enviar Comentário

Voltar

arquivo

Fale com a
Incomum

Enviar

E-mail inválido.